Copa São Paulo Light

Sábado de sol e calor marcou a quarta rodada da Copa SP Light


| 9 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick - Competitividade em alta na Graduado.

Foto: Flávio Quick – Competitividade em alta na Graduado.


Campeonato mais competitivo do kartismo paulista realizou suas provas em Aldeia da Serra

O Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri, na região metropolitana paulista, abriu seus portões neste sábado (11) para as disputas da quarta rodada da Copa São Paulo Light de Kart. A competição, marcada pela utilização de motores sorteados na maioria de suas categorias, teve mais de 120 pilotos nesta rodada em um dia de bastante sol e temperaturas bastante altas para esta época do ano.

A competitividade esteve em alta em todas as categorias uma vez que, além das vitórias os pilotos também buscaram uma vaga para o GP RBC. Nesta rodada dupla todos os vencedores das primeiras baterias conquistaram suas vagas para a prova do final do ano que, tradicionalmente, distribui mais de R$ 100 mil em prêmios.

Como tradicionalmente acontece as atividades da parte da manhã foram exclusivas para as categorias Mirim, Cadete, Júnior Menor, Júnior e Sprinter. Após o intervalo, já na parte da tarde, concluíram a programação as classes Super Cadete, Super Master, Sênior “A” e Graduado.

As primeiras corridas foram da classe Mirim que, na pole-position, trouxe Rafael Câmara que marcou sua volta com o tempo de 52s297. Após uma boa largada Rafael, Pedro Aizza e Rafael Câmara travaram uma bela disputa pela ponta enquanto que, os demais karts, formavam o segundo pelotão. As 12 voltas da bateria se passaram e, por uma diferença de 67 milésimos, Braga venceu a prova com Câmara em segundo e Pedro, em terceiro. Na segunda bateria a briga pela ponta se polarizou apenas entre Aizza e Braga. Em seu segundo ano na categoria Braga usou de sua experiência para conseguir assegurar a sua vitória trazendo Pedro Aizza em segundo e Câmara, em terceiro. Por sua vitória na primeira prova Braga ficou também com a vaga para o GP RBC.

A tomada de tempos da Cadete foi muito competitiva e nove pilotos estiveram separados por menos de um segundo. A pole ficou com Gabriel Crepaldi que registrou a marca de 50s671. A primeira bateria foi muito disputada e três pilotos tinham chances de vencer. A bandeirada final, contudo, foi apresentada para Felipe Baptista que comemorou muito a vitória e a vaga para o GP. Enrico de Lucca ficou em segundo e Gabriel Crepaldi, em terceiro. Na segunda bateria Crepaldi mostrou o porque de sua pole-position e se recuperou conseguindo a vitória. Baptista desta vez ficou em segundo e Luiz Rosate, em terceiro.

O maior grid da manhã foi o da Júnior Menor que agrupou 21 pilotos. Gabriel Lopes, com a marca de 44s271, fez a pole, mas, com uma diferença inferior a um décima para os demais. O nome do dia, porém, foi o de Arthur Leist. Após partir da 17ª posição o piloto impôs um ritmo impressionante e, com determinadas ultrapassagens e, acima de tudo, muito desportividade escalou todo o pelotão e venceu a prova. Marcel Della Coletta chegou em segundo e Yanni Fontana, em terceiro. Na segunda corrida, partindo da pole, Leist não teve dificuldades para rapidamente se distanciar dos adversários e, ao final das 18 voltas, vencer com mais de dois segundos de vantagem. Coleta chegou em segundo novamente e Gianluca Petecof foi o terceiro. Leist comemorou também a sua vaga no GP RBC.

Na parte da manhã a única categoria que compete com motores próprios é a Júnior. 13 pilotos participaram da prova que teve o mineiro João Pedro Guim partindo da primeira posição. Sua pole foi conquistada com o tempo de 42s494. Na primeira corrida, após boa largada, Guim se manteve no primeiro posto. Porém, a prova foi todo muito disputada e a briga pela liderança protagonizada por quatro pilotos. Em uma prova marcada pela similaridade entre os pilotos chamou a atenção as ultrapassagens foram todas muito limpas destacando, realmente, o talento de cada um. Após várias trocas de líder a vitória ficou com Pedro Cardoso seguido por Paulo Victor Lima e Zaiya Fontana. Na segunda bateria a vitória ficou com Paulo Victor que abriu mais de quatro segundos para Guim, o segundo e Rafael Martins, o terceiro. Como já havia conquistado sua vaga para o GP, Paulo Victor acabou também garantindo o seu lugar na corrida do final do ano.

Encerrando as provas da manhã a Sprinter alinhou 15 karts sendo 11 deles separados por menos de um segundo na tomada de tempos. Matheus Mareni partiu da primeira posição, mas, na corrida, acabou passando reto em um dos “esses” e foi excluído da bateria. Melhor para Felipe Resende que assumiu a liderança e venceu. Rodrigo Baptista chegou em segundo Antônio Matiazi, em terceiro. Na segunda bateria foi a vez de Bruno Baptista registrar a sua marca. Partindo da última fila do grid o piloto fez bela corrida de recuperação e venceu com mais de cinco segundos de vantagem. Seu primo Rodrigo Baptista chegou em segundo e Evandro Bambirra, em terceiro. Felipe Resende ficou com a vaga do GP.

Após o intervalo do almoço as atividades recomeçaram com as categorias da tarde. A primeira a vir à pista nesta sessão vespertina foi a Sênior. Alain Sisdelli registrou a pole com 42s248 a quase três décimos do segundo mais veloz. Na primeira bateria, após manter-se na liderança na largada, o piloto impôs um forte ritmo e sem ser ameaçado venceu de ponta a ponta. Diogo Zucarelli chegou em segundo e Eduardo Dieter, em terceiro. Na segunda prova Sisdelli venceu novamente, desta vez com quase quatro segundos de vantagem. Victor Caliman chegou em segundo e Dieter foi o terceiro. Sisdelli garantiu também a vaga para o GP RBC.

Na sequência a Super Cadete veio à pista. Paulo Coelho, em um dia inspirado, marcou a pole position e em uma prova sem erros venceu com vantagem de mais de dez segundos. Felipe Baptista e Diego Ramos travaram uma disputa apertada pela segunda posição que acabou ficando com Ramos em segundo e Baptista, em terceiro. Na segunda corrida, assim como na primeira, Coelho venceu com grande vantagem seguido, novamente, por Ramos e Baptista. Por seu resultado na primeira bateria a vaga do GP foi garantida para Paulo Coelho.

A Super Master reuniu o maior grid do dia com 22 pilotos. Com a marca de 43s687 Marcos Pelli garantiu a pole-position com a apertada diferença de 15 milésimos para o segundo colocado. Na corrida, após excelente largada, Pelli não tomou conhecimento das demais brigas e logo abriu confortável vantagem. As brigas pela segunda e terceira posições foram intensas até a bandeirada final. Jorge Borelli finalizou na segunda posição Vinícius Escarlate, chegou em terceiro. Na segunda corrida a situação variou um pouco. Jorge Borelli, após bela ultrapassagem, conseguiu tomar a liderança de Pelli e, mesmo pressionado, conseguiu seguir na frente e vencer. Pedro da Matta chegou em segundo e Pelli, em terceiro. Pelli, pela vitória na corrida 1, ficou com a vaga do GP RBC.

Encerrando o sábado de provas as baterias mais esperadas do dia. Os graduados tomaram a pista com os mais rápidos karts do Campeonato e os pilotos que têm se destacado nas principais competições pelo país. Bruno Bertoncello garantiu a primeira posição do grid de 19 karts ao registrar o tempo de 41s443. Porém, a competitividade estava em alta e, em 60 milésimos, apareciam na classificação os quatro primeiros pilotos. Na primeira corrida Bruno conseguiu uma boa largada e se manteve na liderança, na segunda parte da bateria, porém, Vitor Baptista começou a se aproximar e a briga foi intensa na última volta. Em uma manobra arrojada, na curva da Floresta, Baptista ultrapassou Bruno por fora e seguiu para a vitória. Bertoncello chegou em segundo e Pietro Rimbano, em terceiro. Na segunda bateria e última corrida do dia Baptista teve a vida facilitada. Após partir da primeira posição o piloto não demorou para abrir vantagem e, com isso, volta a volta conseguiu construir uma diferença de mais de quatro segundos até receber a bandeirada da segunda vitória do dia. Pietro Rimbano chegou em segundo e Renato Silveira, após bela ultrapassagem na última volta, chegou em terceiro.

“Tivemos um dia de corridas muito acirradas e, mais uma vez, o Campeonato se mostrou muito competitivo e disputado. Cabe ressaltar as belas brigas que vimos nas provas da Júnior Menor, Super Sênior e Graduados com grande esportividade dos competidores. Quero destacar também o sucesso dos novos motores IAME 2013, na Júnior Menor, que não apresentaram nenhum tipo de problema e, com equalização cuidadosa, deixaram os pilotos com equipamentos semelhantes nas duas baterias. Continuamos trabalhando para garantir a excelência dos nossos serviços na Copa São Paulo Light e, seguimos agora confiantes para o GP Nacional de Kart, a ser disputado daqui dez dias, na nossa pista sede, em Vespasiano”, comentou Rafael Cançado, promotor do Campeonato.

Fotos: Flávio Quick – Divulgação

Assessoria de Comunicação da Federação Mineira de Automobilismo
Assessoria de Comunicação da RBC Preparações de Motores
Jornalistas Responsáveis: Flávio Quick e Fabíola Cadar
Quick Comunicação e Marketing

Comments are closed.