Copa São Paulo Light

4BTS

Quinta rodada do Light foi marcada por disputas eletrizantes


| 9 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick - A Super Sênior teve as corridas mais emocionantes desta rodada.

Foto: Flávio Quick - A Super Sênior teve as corridas mais emocionantes desta rodada.


Cerca de 130 pilotos participaram das disputas no traçado invertido de Aldeia da Serra

Neste sábado, dia 23, o Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri, Grande São Paulo, recebeu pilotos e equipes para as disputas da quinta rodada da Copa São Paulo Light de Kart. Em um dia de clima frio, mas, sem chuva, a competitividade foi a palavra do dia em praticamente todas as classes com corridas, realmente, de tirar o fôlego.

Dentre os pilotos da Mirim o destaque da primeira bateria ficou na briga pela primeira posição. Pedro Braga e Leonardo Rufinno brigaram até o final pela liderança. Braga, na última volta, conseguiu retomar a liderança e venceu. Rufino chegou em segundo. Na segunda bateria da Mirim Pedro Braga conseguiu manter-se na ponta na largada e, com tranquilidade, abriu pequena diferença. Os adversários fizeram uma acirrada disputa pelo terceiro lugar enquanto que Gabriel Crepaldi firmava-se na segunda posição. Leonardo Rufino terminou a prova na terceira posição.

Pela categoria Cadete o matogrossense Paulo Coelho liderou de ponta-a-ponta e venceu a primeira bateria. Arthur Leist chegou em segundo e Guilherme Peixoto, após arrojadas ultrapassagens, cruzou a linha de chegada na terceira posição. A segunda corrida teve Paulo Coelho partindo da liderança seguido por Guilherme Peixoto. Ambas abriram um pouco na primeira metade da corrida enquanto que, o terceiro e quarto colocados, vinham brigando entre si. Nas voltas finais, Vanderlei Pacheco Jr., que vinha em terceiro e Arthur Leist, o quarto, chegaram nos dois primeiros. A luta ficou emocionante e, há três voltas para o fim, Guilherme passou Paulo e seguiu para a vitória. Vanderlei pegou “carona” na manobra e chegou em segundo. Paulo cruzou a linha de chegada em terceiro.

Na primeira corrida da Júnior Menor o pole-position Luiz Felipe Branquinho perdeu a liderança ainda na largada para Igor Melo. Este, por sua vez, conseguiu se manter em uma folga pequena, mas, constante durante toda a prova e acabou ficando com a vitória. Branquinho chegou em segundo e João Vitor Rosate ficou com o terceiro lugar. A segunda bateria foi muito emocionante. Igor Melo partiu da primeira posição e foi superado por Luiz Felipe Branquinho na largada. Melo recuperou a posição trazendo com ele João Pedro Guim. Os dois abriram dos demais e lutaram muito pela liderança, com várias trocas na liderança. Guim, a três voltas para o final, assumiu de vez a ponta para não mais perder até a bandeirada final. Melo, após tocar em Guim na última volta, conseguiu voltar e recebeu a bandeirada em segundo. Yanni Fontana chegou em terceiro.

Pela categoria Júnior assumiu a ponta logo na largada da bateria um o gaúcho Bruno Bertoncello. Ele conseguiu abrir certa vantagem, mas, Pietro Rimbano, que vinha tirando diferença chegou no ponteiro e os dois acabaram se batendo. Com isso, Zaiya Fontana, que vinha em terceiro, assumiu a liderança e seguiu na frente até a bandeirada final. Vinícius Paparelli chegou em segundo e Yurik Carvalho, na terceira posição. Na segunda prova Pietro Rimbano, em corrida de recuperação, conseguiu escalar o pelotão e vencer a corrida com considerável vantagem. A briga pela segunda posição esteve intensa entre Mauro Auricchio e Yurik Carvalho até Yurik abandonar com problemas mecânicos. As atenções passaram-se então, nas últimas voltas, para a disputa pelo terceiro lugar. Zaiya Fontana, em manobra arrojada, acabou assumindo o posto e batendo em seguida, deixando o terceira posição para Vitor Baptista.

Encerrando a primeira bateria de provas da manhã a classe Sprinter tomou a pista. O nome da primeira bateria foi o de Matheus Di Iorio. Ele conquistou a liderança na quinta volta e não mais perdeu até a bandeirada final. Nicolas Piotto terminou na segunda posição e Eduardo Rangel ficou em terceiro. A segunda corrida encerrou as atividades das categorias da manhã. Após boa largada Nicolas Piotto assumiu a ponta, mas, Eduardo Rangel acabou se chocando contra o piloto e deixando Matheus Di Iorio, que vinha em terceiro, assumir a ponta. Matheus aproveitou a chance, pulou na liderança e não mais perdeu até a bandeirada. Eduardo Rangel chegou em segundo e Gustavo Dal Pizzol em terceiro.

Iniciando as atividades da tarde a Sênior tomou a pista para sua primeira bateria. Eduardo Dieter largou da primeira posição, mas, quem dominou a prova foi Thomaz Fae. O piloto abriu considerável vantagem na primeira parte da corrida, mas, nas voltas finais, Igor Buclher, que vinha em segundo, foi se aproximando e quase ultrapassou o lider. Eles receberam a bandeirada final separados por menos de um décimo. Fae venceu com Igor em segundo e André Girotto, em terceiro. Na segunda corrida mais uma vez a vitória ficou com Thomas Fae. Igor Buchler havia assumido a ponta na largada, mas, quatro voltas mais tarde foi obrigado a abandonar por problemas mecânicos. Com isso Fae pulou na ponta e seguiu sem ser ameaçado até a bandeirada da vitória. Eduardo Dieter pulou para a segunda posição e tirou bastante a diferença para o primeiro colocado, mas, insuficiente para tentar a ultrapassagem. Assim, Dieter chegou em segundo e André Girotto, novamente, em terceiro.

Na Super Cadete o nome da primeira bateria foi o de Athur Leist. Após largar da frente o gaúcho logo abriu distancia na primeira posição e administrou bem a vantagem até a bandeirada final. Nas primeiras volta a disputa pela segunda posição foi bastante intensa, mas, com o passar das voltas Gianluca Petcoff consolidou-se no segundo posto e cruzou a linha de chegada na segunda posição. João Pedro Corrêa chegou em terceiro. A Super Cadete teve uma segunda bateria marcada pela troca de líderes. Nas primeiras voltas Guilherme Peixoto foi quem assumiu a liderança, mas, acabou perdendo o posto para Gianluca Petcoff. Vindo de trás, em corrida de recuperação, Raikkonen Sakzenian conseguiu nas últimas voltas superar os dois concorrentes e ficar com a vitória. Petcoff chegou em segundo e Peixoto, em terceiro.

A categoria Super Sênior teve uma prova muito emocionante. Júnior Oliveira assumiu a liderança no começo da prova e vinha tranquilo na liderança. Um único pelotão, formado pelos pilotos da segunda a oitava posições, vinha se revezando em belas ultrapassagens. Ao chegar para superar um retardatário, porém, Júnior foi atrapalhado e acabou caindo para o terceiro posto. Com determinação o piloto recuperou suas posições e venceu a corrida. Christiano Matheis chegou em segundo e Marcos Pelli cruzou a linha na terceira posição. Na segunda bateria as emoções continuaram em alta. Nada menos que cinco pilotos ocuparam a primeira posição em disputas, realmente, empolgantes. O primeiro pelotão, até cinco voltas para o final, foi formado por nove pilotos. Beneficiando-se de um momento de briga entre Júnior Oliviera, que liderava, com outro piloto retardatário, Doglas Pierosan assumiu a liderança e venceu com José Augusto Dias em segundo e André Matinha, em terceiro.

A categoria Graduados é sabidamente a classe Top do kartismo nacional e, exatamente por isso, atrai a atenção de todos. A briga, muito além da pista, foi polarizada entre as fábricas de chassis Mini, CRG e Techspeed. Yago e Yuri Cesário largaram da ponta e seguiram na frente nas primeiras voltas. Três voltas depois John Louis acabou assumindo a liderança. Nesta manobra Yago aproveitou para abrir vantagem e seguir, sem ser ameaçado, até a bandeirada final, com Techspeed. Louis (CRG) se defendeu dos ataques de Alain Sisdelli (Mini) e cruzou em segundo, com Alain, em terceiro. Para encerrar o dia a segunda bateria também foi movimentada. Yago Cesário partiu da primeira posição seguido por Alain Sisdelli. Yago manteve-se com uma distância segura para o segundo colocado enquanto que, da terceira posição ao nono formou-se um único pelotão. Os dois primeiros seguiram sem alterações até a última volta quando, em uma tentativa de assumir a posição Sisdelli jogou-se para tentar a ultrapassagem. Ele e Yago seguiram lado a lado por mais duas curvas até que, na entrada do “S” da reta ambos saíram da pista deixando a vitória nas mãos de John Louis. Sisdelli cruzou a linha na segunda posição e Yago, em terceiro.

O Light entra agora em seu período de recesso, para a realização das duas fases do Campeonato Brasileiro. A sexta rodada do ano, válida como abertura do segundo turno da competição, será disputada também em Aldeia da Serra, no dia 11 de agosto.

Acompanhe os resultados, classificação, regulamento, adendos e galerias de fotos da Copa São Paulo Light no site da RBC Preparações. Acesse: www.rbcpreparacoes.com.br

Foto: Flávio Quick – A Super Sênior teve as corridas mais emocionantes desta rodada.

Comments are closed.