Quick News

URacer Banner

Problemas marcaram quinta rodada do Light para Gabriel Paturle


| 8 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick

Competição disputada no Kartódromo de Interlagos reuniu 117 pilotos

No último sábado os motores roncaram alto no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, Sào Paulo. No mais tradicional kartódromo do país 117 pilotos participaram da quinta rodada da Copa São Paulo Light de Kart. Competindo pela classe Júnior Menor o mineiro Gabriel Paturle (AMG | Quake2) teve uma rodada de problemas e não conseguiu finalizar a prova.

Paturle desembarcou em São Paulo na noite de quarta-feira e, durante todo o dia de quinta e sexta esteve no kartódromo buscando os melhores ajustes para o seu kart. Com o sempre preciso suporte técnico da equipe Quake2 e a atenção exclusiva do mecânico “Gaguinho” o jovem piloto mineiro se destacou bastante em sua preparação. Os bons tempos registrados nestas sessões livres eram o prognóstico de um bom resultado nas corridas.

As coisas começaram a mudar ainda na tomada de tempos. Nesta sessão classificatória, disputada na manhã de sábado, Gabriel teve um problema em seu kart e não conseguiu sequer completar uma volta. Com isso o piloto teve de alinhar o seu kart na última posição do grid de largada.

A primeira bateria foi disputada cerca de uma hora depois. Com a faca nos dentes Paturle conseguiu colocar em prática tudo o que aprendeu em seus dois anos de corridas. Foi rápido, determinado nas ultrapassagens e constante na busca pelos adversários. Deste modo ele conseguiu superar 11 concorrentes e recebeu a bandeirada no sétimo lugar.

Animado o piloto partiu para a segunda bateria, já sonhando com a possibilidade de um lugar no pódio. Sua expecativa, porém, foi frustrada ainda na primeira curva. Após mais uma grande largada, que aliás é sua marca registrada, o piloto já vinha pela quinta posição na primeira curva quando, de repente, tomou uma batida no meio de seu kart empenando todo o equipamento. Com o kart quebrado o piloto, então, teve de abandonar a prova.

“Fiquei muito chateado com o que aconteceu. Tivemos problemas na tomada, mas, eu consegui me recuperar muito na corrida 1 e já vinha em quinto na segunda bateria quando o cara me bateu. Não tem como me conformar com isso. Se não sabe competir, vai brincar de indoor”, desabafou o piloto de 12 anos.

Foto: Flávio Quick – Quick Comunicação

Assessoria de comunicação do piloto Gabriel Paturle
Jornalistas Responsáveis: Flávio Quick e Fabiola Cadar
Quick Comunicação e Marketing

Comments are closed.