Copa São Paulo Light

4BTS

No retorno do LIGHT, Aldeia da Serra recebeu mais de 130 pilotos


| 9 anos atrás | Por:
Foto: Arthur Leist comemorou bastante a sua vitória na primeira da Super Cadete. (Crédito: Flávio Quick)

Foto: Arthur Leist comemorou bastante a sua vitória na primeira da Super Cadete. (Crédito: Flávio Quick)


Em um sábado de muito sol e temperatura na casa dos 25 graus a Copa São Paulo Light de Kart retomou suas atividades com a abertura do segundo turno da competição. Na pista, pilotos e equipes trabalharam bastante em busca dos acertos em um traçado ainda inédito, utilizado no tradicional sentido horário, porém, com o novo “s” no final da reta principal.

Como acontece normalmente as categorias Mirim, Cadete, Júnior Menor, Júnior e Sprinter realizaram as suas atividades na parte da manhã enquanto que Sênior, Super Sênior, Graduados e Super Cadete fizeram a tomada de tempos e as corridas na parte da tarde.

A classe Mirim, com os pilotos de seis a oito ano, fez as primeiras corridas da manhã. Baseados na grande competitividade dos motores sorteados as duas baterias foram muito disputadas. Leonardo Rufino foi o nome da rodada. Mesmo diante de batalhas muito apertadas o pequeno piloto teve tranquilidade para definir as baterias no momento exato e comemorar as duas vitórias. Na primeira corrida ele foi seguido por Pedro Braga e Gabriel Crepaldi. Na segunda corrida os dois se inverteram com Gabriel chegando em segundo e Pedro, em terceiro.

A Cadete teve duas corridas realmente empolgante. Na primeira prova o primeiro pelotão chegou a ser formado por oito pilotos que, entre si, revezaram-se em quase todas as posições. A primeira vitória, depois de muito trabalho, ficou com Diego Ramos seguido por Gianluca Petcoff e Guilherme Peixoto. Na segunda corrida, por sua vez, o vitorioso foi Felipe Baptista com Cameron Boedler no segundo lugar e Peixoto novamente em terceiro.

Dentre os garotos da Júnior Menor, que já competem com os karts maiores, o dia foi dedicada à Paulo Victor Lima. O piloto fez a pole e venceu com certa tranquilidade as duas baterias do dia. As disputas pela segunda posição, por sua vez, foram extremamente acirradas. João Pedro Guim, Murilo Coletta, Gregory Diegues e Yanni Fontana deixaram animado o público presente. Na primeira corrida a segunda posição ficou com Gregory e o terceiro lugar, com Murilo. Na segunda bateria recebeu a bandeirada no segundo lugar o piloto Yanni e João Pedro foi o terceiro.

Apesar de ter suas corridas com motores preparados a Júnior também teve provas muito equilibradas. Matheus Leist, após assumir a ponta logo na primeira largada, acabou não suportando os ataques de Vitor Baptista que, com isso, assumiu a liderança para não mais perdê-la até o final. Bruno Bertoncello chegou na segunda posição e Leist acabou cruzando a bandeirada em terceiro. Na segunda corrida Baptista voltou a vencer, porém, desta vez a segunda posição ficou com Pietro Rimbano e no terceiro lugar chegou Bertoncello.

Finalizando as atividades das classes da manhã a Sprinter tomou o traçado. A briga pela lidernaça, que no início teve vários karts, com o decorrer das voltas ficou polarizada entre dois karts que duelaram até o final da prova. Eduardo Rangel venceu seguido por Nicolas Piotto e Arthur Oliveira. Na segunda corrida, desta vez com mais tranquilidade, Rangel venceu novamente. Matheus Iorio, em corrida de recuperação, chegou em segundo e Piotto completou os três primeiros.

Depois do intervalo para almoço e as tomadas de tempo das categorias da tarde as baterias recomeçaram com muito calor. A primeira delas a tomar a pista foi a Sênior “A”. Dudu Dieter, após largar da quinta posição, foi gradativamente se recuperando e a cinco voltas para o final garantiu sua vitória. André Girotto cruzou a linha na segunda posição e Luiz Cordeiro Filho, de Brasília, retornando às corridas de São Paulo, chegou em terceiro. Na segunda bateria, foi a vez de outro piloto se recuperar. Allan Synthes, que partira de sétimo, conseguiu vencer a prova. Ricardo Thomzi, após partir do quinto lugar, chegou em segundo. Igor Buchler chegou em terceiro.

As duas corridas da Super Cadete também movimentaram bastante o público. Após partir da pole Arthur Leist manteve-se na liderança enquanto que, o restante do pelotão, brigava como pilotos graduados. Entre ultrapassagens e alguns inevitáveis toques os pilotos se espremiam em busca dos melhores lugares. Leist, aporveitando-se da situação, abriu confortável vantagem e venceu com João Pedro Corrêa em segundo e Gianluca Petcoff, em terceiro. Na segunda bateria, desta vez bastante pressionado, Leist voltou a vencer. Petcoff chegou em segundo e Guilherme Peixoto foi o terceiro colocado.

Os pilotos da Super Sênior, os mais experientes do Light, todos com mais de 40 anos, tiveram o maior grid da etapa e mostraram que a velocidade realmente não tem idade. José Augusto Dias fez a pole position e, na primeira bateria, travou uma emocionante disputa com Christiano Matheis. Os dois conseguiram se distanciar do pelotão e, de forma isolada, brigaram pela ponta. Matheis acabou vencendo com Dias, em segundo e o Campeão Brasileiro Doglas Pierosan, no terceiro posto. Na segunda bateria os três primeiros se repetiram, porém em posições diferentes. Dias conseguiu vencer deixando a segunda posição com Pierosan e Matheis, por sua vez, terminou a prova no terceiro lugar.

Encerrando as atividades a categoria mais veloz do kartismo tomou a pista com seus pilotos ávidos por vitória. O goiano Yuri Cesário fez a pole-position e, diante das disputas por posições dos concorrentes, acabou se distanciando um pouco do restante do pelotão e conseguiu uma vantagem suficiente para lhe garantir a primeira vitória. Jhon Louis chegou no segundo lugar e Arthur Fortunato, em terceiro. Na segunda bateria Yuri, mais uma vez com certa tranquilidade, voltou a vencer. Alain Sisdelli cruzou a linha no segundo lugar e Jhon Louis ficou em terceiro.

Rafael Cançado, promotor do Campeonato, comentou a etapa. “Estamos muito satisfeitos com o andamento da competição e, principalmente, com o número de pilotos que tivemos nesta etapa. Normalmente, após o Brasileiro, os grids naturalmente ficam mais esvaziados, mas, conseguimos manter nossa boa média atingida nos eventos do primeiro semestre. Tivemos corridas competitivas em quase todas as categorias e, além de tudo, os tempos de volta estiveram muito próximos, nosso principal objetivo com os motores sorteados”, destacou o empresário mineiro.

Os resultados completos da etapa poderão ser acessados diretamente no site da cronometragem da Copa São Paulo Light, através do endereço www.racingcrono.com.br

O Light retoma seu calendário no mês que vem. A sétima rodada do ano será disputada no Kartódromo de Interlagos, no dia 15 de setembro.

Foto: Arthur Leist comemorou bastante a sua vitória na primeira da Super Cadete. (Crédito: Flávio Quick)

Comments are closed.