Quick News

Marco Alves, um candango maragato no Top Five da Sênior B em Farroupilha


| 9 anos atrás | Por:

 

O Kartódromo César Francischini, localizado em Farroupilha (RS) recebeu entre os dias 10 e 13/10 a XIV Copa Brasil de Kart, certame oficial da CBA- Confederação Brasileira de Automobilismo, reunindo mais de uma centena de kartistas nas disputas do titulo máximo nas dez categorias presentes no veloz campo de batalha.

 

Não poderia ser melhor o palco escolhido pela CNK- Comissão Nacional de Kart da CBA- Confederação Brasileira de Automobilismo, para as provas da edição 2012 da Copa Brasil de Kart. Um circuito belíssimo, muito técnico e ao mesmo tempo muito veloz, encravado em uma região belíssima e repleta de histórias e tradições. Tradição, aliás, é palavra de ordem no Rio Grande do Sul, que preserva cuidadosamente os costumes da miscigenação dos hispânicos, alemães, italianos e indígenas. Guarda a história dos bravos peleadores de inúmeras batalhas e da vicissitude da lida campesina. Todos orgulhosos maragatos e chimangos que possuem longa tradição também no automobilismo.

 

Com apenas quatro anos no mundo da velocidade, o piloto brasiliense Marco Alves (Squadra/ Clubecoat Fitness/ Equilibrium Nutrição Esportiva/ Lifenutri Nutrição Funcional e Esportiva/ Versão Brasileira Bar e Restaurante/ Next Assessoria Esportiva) foi um dos destaques nos treinos e provas da categoria Sênior B.

 

Na verdade Marco Alves mostrou ser um efetivo “candango-maragato”, posto que forjado do mesmo bronze brasiliense do escultor Bruno Giorgi na feitura de “Os Candangos”, mas ostentando em seu macacão uma gola rubra, que caracterizava o lenço vermelho dos maragatos, em homenagem às origens de seu chefe de equipe, Marcelo Azevedo.

 

A Copa Brasil de Kart foi apenas a terceira vez em que o kartista brasiliense trabalhou com a Equipe Squadra, mas conseguiu nesse tempo fazer uma rápida adaptação ao sistema de trabalho da equipe. Com o time gaucho/paulista, Marco disputou inicialmente o Open da Copa Brasil e uma etapa da Copa São Paulo Light, em qual conquistou uma das vagas para o GP RBC.

 

Os treinos livres tiveram inicio na quarta-feira e os bons Alves tratou de apresentar logo seu “cartão de visitas”, aparecendo no topo da tabua de tempos o treino inteiro, sendo apenas superado na ultima volta da pratica, pelo paulista Fernando Oizumi. No treino seguinte, na quinta-feira, o kart Birel #91 equipado com motor preparado pela Passoca Motorsports, voltou a andar forte, embora a tônica do treino fosse de efetuar testes com peças, componentes e novos ajustes.

 

A sexta-feira estava reservada para as tomadas de tempos classificatórios, que definiram a ordem de largada para a primeira das duas baterias que compunham o certame e, também, para o primeiro combate direto com seus adversários.

 

Na pratica classificatória um pequeno erro na calibragem dos pneus de seu micromonoposto foi fundamental e decisivo para Marco Alves ficar apenas com o sétimo tempo da pratica, a 0s296 do pole position.

 

Com um grid enxuto, mas extremamente equilibrado e com todos os participantes andando dentro da mesma “casa” de segundo, a luta pela vitória parecia estar um pouco mais difícil. Nas vinte voltas de corrida Marco Alves lutou bravamente por cada palmo de pista, conseguindo receber a bandeira a quadros na quinta posição, posto que definiu seu posicionamento do partidor da prova final, que cristalizaria o campeão Sênior B da Copa Brasil de Kart.

 

Chegado o sábado (13/10) os bólidos alinharam para o combate decisivo. Com uma largada perfeita, o candango-maragato pulou para a quarta posição, apertou o ritmo e logo ocupava a terceira colocação, na “bota” de Fernando Oizumi, o segundo colocado. Decidido a buscar o “chimango” Daniel Rotta, que liderava a corrida, Alves partiu definitivamente para o ataque sobre o kart do piloto paulista.

 

Com o habitual e inesgotável denodo candango, bem como ao estilo gaucho dos maragatos ao “tercear ferros na peleia” com Oizumi, os karts se tocaram. Na retomada o kart do piloto da equipe Squadra “engasopou” a carburação e saiu lento da curva, pelo que acabou caindo para o quinto posto, logo atrás dos gaucho Julio Travi e Leonardo Freire. Para piorar, o rendimento de seu Birel #91 já não era mais o mesmo, pois o para-choques traseiro quebrara no contato, mesmo assim Marco conseguiu retomar a posição de Freire e passou a acossar Travi, na luta pelo terceiro posto.

 

A prova já estava em seu ocaso e Alves cruzou a linha de chegada na quarta colocação e, de quebra, estabelecendo a volta mais rápida da prova. Com os pontos auferidos no campeonato, Marco Alves (Squadra/ Clubecoat Fitness/ Equilibrium Nutrição Esportiva/ Lifenutri Nutrição Funcional e Esportiva/ Versão Brasileira Bar e Restaurante/ Next Assessoria Esportiva) foi ao pódio de Farroupilha, ocupando a quinta posição final da XIV Copa Brasil de Kart.

 

O resultado final no “top five” da Sênior B garantiu a promoção do kartista brasiliense para a categoria Sênior A – que disputará na temporada 2013 -.

“Esta foi minha terceira participação em campeonatos nacionais, pois disputei em 2009 a Copa Brasil em Salvador (BA), competindo na Super F4 e fiz o Brasileiro de Kart de 2010 em Florianópolis (SC), já pela Sênior B”, esclareceu Marco Alves ao termino das competições. “Embora o resultado final pudesse ter sido melhor, estou muito feliz com o desempenho, pois a Squadra, o Passoca e a Birel me entregaram um equipamento perfeito e com plenas condições de lutar pelo titulo. Acho que talvez nessa equação tenha faltado um pouquinho é de piloto”, concluiu com modéstia o vice-líder do Campeonato Brasiliense de Kart.

 

Confira a pontuação final da Senior B na Copa Brasil de Kart:

5.- Daniel Rotta Reis, 22

2.- Fernando Akio Oizumi, 18

3.- Leonardo Teixeira Freire, 14

4.- Julio Batista Travi, 13

5.- Marco Alves, 13

6.- Edward Veiga Fachini, 12

7.- Tenório Junior, 4

8.- Beppe Askerbo, 4

9.- Jefferson Abel, 3

 

Confira o resultado da segunda bateria da Senior B:

1) 54-Daniel Rotta Reis (RS), com 18 voltas em 11:45.997

2) 4-Fernando Oizumi (SP), à 5.494

3) 77-Julio Travi (RS), à 5.804

4) 91-Marco Alves (DF), à 6.590

5) 17-Leonardo Freire (RS), à 10.703

6) 15-Edward Fachini (SC), à 10.756

7) 84-Tenório Junior (PR), à 18.295

8) 8-Jefferson Abel (RS), à 12 voltas

9) 5-Beppe Askerbo (ES), à 13 voltas

Best Lap: Marco Alves (91), 38.867 (media 88,918 km/h), in 13a lap

 

Confira o resultado da primeira bateria da Senior B:

1) 54-Daniel Rotta (RS), com 20 voltas em 12m56s899

2) 4-Fernando Oizumi (SP), à 0s000

3) 17-Leonardo Freire (RS), à 1s351

4) 15-Edward Fachini (SC), à 4s789

5) 91-Marco Alves (DF), à 6s717

6) 77-Julio Batista Travi (RS), à 7s011

7) 5-Beppe Askerbo (ES), à 7s011

8) 8-Jefferson Abel (RS), à 18s334

9) 84-Tenório Junior (PR), à 17 voltas

Best Lap: Fernando Oizumi (4), com 38s417 (media 89,960 km/h), in 9ª lap

 

Comments are closed.