Quick News

Hotel oficial da Copa SP Light de Kart

João Vieira terminou em sétimo o Brasileiro na Sudam Júnior


| 9 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick


Apesar de despontar como favorito nos treinos, piloto do Tocantins sofreu alguns contratempos

No último sábado (28) foi encerrada no Kartódromo Delci Damian, em Cascavel – PR, a 47ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart. O evento, realizado em duas fases para 14 categorias, teve em jogo no Paraná os títulos das classes Sudam Júnior, Novato, Graduado, Sênior “A”, Sênior “B”, Super Sênior e F-4.

Atualmente com 14 anos o piloto tocantinense João Vieira (Nova Era Móveis Escolares | Mini) participou das disputas nas categorias Graduado e Sudam Júnior. Depois de sofrer com problemas mecânicos e batidas na primeira fase, quando competiu na classe Sudam, João chegou à Cascavel animado em realizar um bom trabalho e, efetivamente, lutar pelos títulos nas duas categorias.

Com a intervenção determinante das condições climáticas, Vieira e sua equipe enfrentaram alguns problemas de quebras e ajustes o que, efetivamente, lhe tirou as condições de lutar pelo título na Graduado. Desta forma, de fora das finais nesta classe, o piloto se dedicou integralmente às disputas na Sudam Júnior.

Muito rápido desde os primeiro treinos Vieira liderou dois treinos e foi segundo, em outros dois, mostrando efetivamente o seu potencial para a disputa. Com piso molhado, porém, na classificação, ele ficou com o oitavo tempo. Nas duas classificatórias João vivenciou situações diferentes onde, na primeira, ele terminou na nona posição e na segunda, após receber um toque, não completou a prova, encerrando com o 18º lugar.

Tanto na Pré-Final, como na Final, João demonstrou muita garra e lutou bastante em busca dos primeiros lugares. No sábado, que teve todo o dia com a pista seca, os seus esforços e o de sua equipe lhe mostraram que o equipamento era realmente muito veloz, lhe permitindo liderar a sessão de aquecimento, antes da Final. Nesta decisiva corrida, por sua vez, após partir de posições intermediárias, o piloto fez arrojadas ultrapassagens e, ao final das 21 voltas, recebeu a bandeirada na sétima posição.

“Foi um Brasileiro muito difícil aqui em Cascavel. Tivemos chuva, neblina, garoa, uma pista muito suja e, além disso tudo, tive alguns problemas mecânicos e batidas. Foi uma semana que aprendemos bastante, mas, fiquei decepcionado, pois, tenho certeza que eu tinha chances reais de lutar pelos dois títulos”, analisou resignado o piloto.

Foto: Flávio Quick

Comments are closed.