Quick News

João Vieira sobre batida no Florida Winter Tour e abandona a final


| 8 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick


Prova no Kartódromo de Ocala foi marcada por altos e baixos para o brasileiro

Terminou neste domingo a segunda rodada do Florida Winter Tour, nos Estados Unidos. A competição, que começou o ano na pista de Homestead, teve neste sábado (15) e domingo (16) a terceira e quarta corridas na pista do Kartódromo de Ocala.

Representante único do Brasil na categoria Rotax Max Sênior o tocantinense João Vieira esteve na luta direta pelas primeiras posições, mas, diante de batidas e as incertezas de um novo equipamentos o piloto não conseguiu extrair do kart o seu melhor desempenho.

Conforme prevê a programação do FWT as atividades de sábado e domingo foram iguais sendo compostas pelos treinos de aquecimento, tomada de tempos e duas baterias. Com o novo chassis da Tony Kart e motores preparados pela Legree Motorsport o piloto foi para a pista confiante em um bom resultado.

No primeiro treino classificatório, com a marca de 37s234, ele ficou com a 18ª posição do grid, com um lugar na nona fila. Sem desanimar o brasileiro seguiu para a Pré-Final e, após várias ultrapassagens,  recebeu a bandeirada na nona posição. Na final, após largar da quinta fila, o piloto teve uma corrida boa, já seguia rumo aos primeiros lugares até que, no meio da bateria, o americano Jordon Lennox literalmente tirou João da pista, em plena reta, fazendo-o rodar.

Indignado com o ocorrido no dia anterior Vieira seguia se adaptando ao novo kart e, na tomada de tempos, ficou com a 18ª posição para a largada da Pré-Final. Em uma corrida espetacular o brasileiro ganhou várias posições e, ao final das 18 voltas, recebeu a bandeirada na 11ª posição. Com tudo pronto Vieira seguiu na competição abrindo a sexta-fila para a corrida final. Com seu arrojo e determinação de sempre o brasileiro partiu para cima dos líderes, mas, infelizmente, ainda na terceira volta acabou achando pela frente, mais uma vez, Lennox. Ambos acabaram se tocando e, desta vez, João não conseguiu terminar a prova.

“Estou revoltado com este americano. Duas vezes ele me tirou das corridas. O cara tentou me bater no parque fechado, chamaram até a polícia e se ele não me pedisse desculpas teria de sair preso do kartódromo. Todos falam que nós brasileiros não temos cultura, mas, sinceramente, um imbecíl destes não poderia participar de nenhum esporte. O cara é ignorante e acabou com o meu campeonato e com o dele. A gente viaja para um outro país, investe uma grana, se dedica daí vem uma pessoa e te faz jogar tudo na lata do lixo. Revoltante”, desabafou o brasileiro ao telefone em seu caminho de volta ao aeroporto para retornar ao Brasil.

Fotos: Flávio Quick – Divulgação

Assessoria de Comunicação do piloto João Ricardo Vieira
Jornalistas Responsáveis: Flávio Quick e Fabiola Cadar
Quick Comunicação e Marketing
Fone: +5531 9955-1420 / Nextel: 55*88*2006
E-mail: quick@quickcomunicacao.com.br

Comments are closed.