Quick News

BOTTO AutoGear Banner

João Pedro Correa voltou do Campeonato Brasileiro com resultado abaixo da expectativa


| 8 anos atrás | Por:
Foto: Erno Drehmer

Foto: Erno Drehmer

10º lugar na Super Cadete ficou longe do projetado: terminar entre os três primeiros ou no pódio

A última semana foi de intensas movimentações no kartismo nacional por conta da realização da 1ª fase do Campeonato Brasileiro, que reuniu nove categorias no Kartódromo Internacional de Serra, no Espírito Santo. 216 pilotos de todas as partes do Brasil estiveram presentes e João Pedro Correa (Grupo Blinder | MV Competições | Passoca Motorsport) era um deles, na condição de candidato ao título na Super Cadete.

João Pedro esteve sempre em destaque nas atividades iniciais, que começaram na terça-feira e se estenderam até a quinta, quando então foi disputada a tomada de tempos que definiria o grid de largada das duas primeiras provas, as classificatórias. JP obteve o terceiro tempo, candidatando-se a largar na segunda fila do grid de largada em ambas as provas.

A primeira classificatória foi de bom resultado para João Pedro, que recebeu a bandeirada em 3º. Na segunda, um 7º lugar foi considerado abaixo das expectativas, mas não desanimou o piloto e sua equipe, a MV Competições.

Na Pré-Final, que tinha o grid de largada determinado pela soma de pontos das duas classificatórias, o resultado também não foi satisfatório, pois a equipe optou por testar outros equipamentos, resultando no baixo rendimento do kart do piloto. JP, que vem vencendo diversas provas de campeonatos regionais em São Paulo, reclamou do desempenho no Brasileiro, pois cada vez que optavam em testar algo, o tempo subia demais.

Assim, o 7º lugar obtido nesta prova definiu o lugar em que o representante do Grupo Blinder largaria na última e decisiva prova do Brasileiro, a Final, cujo vencedor seria o campeão.

Nas primeiras voltas da Final JP chegou a aparecer entre os pilotos que brigavam pela ponta, mas com o decorrer da prova seu rendimento foi caindo e o paulista recebeu a bandeirada em 10º, bastante longe do que projetara. “Esperávamos ter terminado pelo menos entre os três primeiros ou no pódio, reservado para os cinco melhores”, lamenta Marcos Correa, pai do piloto. “Foram tomadas algumas decisões que atrapalharam o rendimento do João Pedro ao longo do campeonato e isto foi bastante prejudicial em nossas pretensões”, finaliza.

KG COM Assessoria de Comunicação – Erno Drehmer (MTb/RS 14.706)

Comments are closed.