Copa São Paulo Light

Inovações do motor Honda para Cadete agradaram a todos


| 7 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick

Alterações implantadas no começo da temporada deixaram o equipamento 2 seg. mais rápido

Desde o final da temporada 2013 a RBC Preparações de Motores, fornecedora oficial dos motores da categoria Cadete nas competições organizadas pela Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA, bem como na Copa São Paulo Light, Campeonato Paulista, Campeonato Mineiro, dentre outras apresentou ao mercado algumas inovações que tornaram os modelos GX-160 mais potentes.

Diante de uma adaptação de custo muito baixo e, principalmente, sem mexer no valor de venda para os motores novos a RBC já teve a experiência das quatro corridas que compuseram as duas primeiras etapas do Campeonato Paulista e as duas corridas da primeira etapa do Light.

Em face de uma mudança tão significativa a RBC Preparações, através de seu departamento de comunicação, conversou com pilotos, pais de pilotos, coaches e preparadores para saber como foi a reação do mercado diante das mudanças.

O multicampeão André Nicastro, que trabalha como coach para alguns pilotos da categoria, destacou pontos importantes. “Eu gostei pela aparência mais com kart de competição e por ser mais rápido também. Meus pilotos de cadete também gostaram por ser mais rápido. A forma de condução (guiada) praticamente não mudou. Outra coisa que percebi também é que não se formam mais os grandes grupos de pilotos se empurrando na pista, como na versão anterior do motor”.

Bi-campeão Mineiro da categoria Cadete o piloto Ayrton Gil também apresentou a sua opinião sobre as inovações e, como todos os ouvidos, gostou. “O motor é mais forte, responde mais rápido e tem uma boa saída de curva. Quando a gente dá o pé a resposta é muito melhor do que o antigo. Achei que é mais fácil de pilotar também porque o kart parece que gruda mais nas curvas. Nos testes meu tempo melhorou de um segundo e meio a dois”, comentou.

Escolhido pela RBC como test-driver na apresentação do motor em São Paulo, no final de 2013, Rafael Câmara, campeão do Light, Copa das Federações e Granja Viana no ano passado, também mandou seu comentário através de seu pai, Amaro Câmara. “Não tem nem comparação com o modelo anterior. Ele é mais rápido e arranca melhor. É muito melhor que os motores que ando na Granja”. (Nota: A Copa São Paulo Granja Viana optou por não seguir o disposto no Regulamento Nacional de Kart 2014 e permanece com a versão antiga do motor Honda para a Mirim e Cadete)

Campeão da Copa Brasil de Kart e pole-position da primeira rodada do paulista / SKB14, Rafael Araújo, de Belo Horizonte, aumenta o coro em elogio às mudanças do GX-160. “Os tempos ficaram melhores e, mesmo sendo quase dois segundos mais rápido aqui no RBC Racing, não está difícil pilotar.Eu acho também que ficou mais fácil de fazer as curvas. Eu não sei porque, mas, eu sinto mais segurança para acelerar e sair tranquilo das curvas. Ficou bem melhor”.

Rachel Rachid, mãe do piloto paulista Enrico de Lucca, destacou a confiabilidade e similaridade dos motores. “O Enrico gostou muito do novo motor. Segundo ele, além de mais rápidos, parecem que na hora das corridas todos estão com os rendimentos muito mais próximos. Ele disse que deixou o kart mais grudado para fazer as curvas. Mas, que para pilotar, no geral, não fez grande diferença. Diferente mesmo foi pilotar neste fim de semana, na Granja, e ter de andar de novo com os motores mais lentos. Aí foi complicado e, por mais que tudo estivesse certinho, sempre parecia que o kart estava devagar”, comentou.

OITO MIL REAIS MAIS BARATO QUE O ROTAX MICRO MAX

Ouvimos vários chefes de equipe e seria injusto citar nomes para não esquecermos de nenhum, mas, em sua maioria o discurso foi o mesmo. Todos enalteceram as modificações que, acima de tudo, ficaram muito baratas para o piloto que já tinha o equipamento. Sem contar que, para os novatos, o preço ficou igual ao que já era oferecido no ano passado. Sobre o desempenho o comentário é de que realmente é muito melhor, mas, acima de tudo, dá mais segurança aos garotos uma vez que o kart se torna mais aderente nos momentos mais críticos, ou seja, nas saídas de curva.

Outro fator muito importante levantado pelos chefes de equipe foi em relação ao preço. Até o ano passado o pai de piloto que quisesse uma opção mais veloz para os Cadetes poderia competir na Rotax Micro Max. Porém, segundo eles informaram, com esta alteração nos motores Honda o desempenho de ambos ficou igual. Porém, a grande diferença neste fato é que o motor GX-160 é comercializado ao valor de R$ 1.900,00 (Hum mil e novecentos reais) ao passo que o Rotax Micro Max não sai por menos de R$ 9.900,00 (Nove mil e novecentos reais). Todos eles destacaram que a Cadete é a principal categoria de entrada do kartismo e, realmente, os preços devem ser os mais baratos possíveis para que seja cada vez maior o número na base da pirâmide.

Fotos: Flávio Quick – Divulgação

Assessoria de comunicação da RBC Preparações de Motores Ltda
Jornalistas Responsáveis: Flávio Quick e Fabiola Cadar
Quick Comunicação e Marketing
Fone: +5531 9955-1420
E-mail: quick@quickcomunicacao.com.br

Comentários