Quick News

Gabriel Paturle finalizou em 3º a primeira rodada Light


| 10 anos atrás | Por:

Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick


No último sábado, dia quatro, o piloto mineiro Gabriel Paturle (AMG | Techspeed | Quake2), da classe Super Cadete, disputou no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, a primeira rodada da Copa São Paulo Light de Kart.

Depois de ter tido grande destaque na abertura da temporada, no Campeonato Paulista, Gabriel voltou à São Paulo para a disputa desta competição que tem um formato diferenciado. No Light os motores são sorteados entre os pilotos o que, de certa forma, obriga o time a buscar soluções nos demais componentes do kart como acerto de chassis, carburação e pneus.

Ainda em processo de adaptação à Super Cadete o mineiro “Queijinho”, como carinhosamente é conhecido nos kartódromos, treinou bastante na quinta e na setxa-feira para, então, no sábado, encarar a tomada de tempos e as duas corridas previstas no cronograma.

Para a sessão classificatório Gabriel partiu confiante em uma boa colocação, mas, infelizmente o seu kart não conseguia acompanhar o ritmo dos demais. Mesmo com todo o seu esforço os adversários eram bem mais velozes nas retas e retomadas e, com isso, o piloto registrou apenas o sexto tempo. Deste modo, como primeira opção, a equipe Quake2 optou por solicitar à troca do motor, mesmo sob pena da perda de cinco posições.

As duas corridas aconteceram no período da tarde. Mesmo com a troca do motor o kart de Gabriel parecia não responder bem às alterações e, nada do que estava sendo feito, proporcionava ao piloto um melhor desempenho na pista. De todo modo, com dedicação, ele se manteve na pista fazendo o seu melhor e, com a quarta posição nas duas provas, finalizou a etapa com o terceiro lugar geral.

“Infelizmente a categoria Super Cadete utiliza um motor MRA-1, de 125cc, muito reduzido em sua performance pela idade e tamanho dos meninos. Isso faz com que a carburação seja um fator preponderante no desempenho de todo o conjunto. Depois de usarmos três motores chegamos à conclusão que precisamos desenvolver também nossos carburadores para as corridas “sorteadas”. O Gabriel fez muito bem o trabalho dele, mas, neste final de semana, faltou um pouco de equipamento”, comentou Fred Paturle, pai do piloto.

Comments are closed.