Quick News

Blue Tree Premium Alphaville

Danillo Ramalho volta às pistas em grande estilo


| 8 anos atrás | Por:

Foram três anos e meio sem competir, além de duas dezenas de quilos cuidadosamente adquiridos e cultivados pelo piloto paulista Danillo Ramalho (D2 Motorsport/Planet Kart)

Mas, com os avanços da medicina e muito esforço pessoal, Danillo Ramalho (D2 Motorsport/Planet Kart) está de volta às pistas como piloto e, claro, retornando em grande estilo. O objetivo é participar como um dos protagonistas da Senior A na edição 2014 do Campeonato Brasileiro de Kart. Como o Kartódromo Arena Kirin será o palco definido pela CBA- Confederação Brasileira de Automobilismo para as duas fases do certame máximo nacional, nada mais natural que voltar ao ritmo de competição na quinta etapa da Copa São Paulo Light de Kart, realizada no sábado (14/06) no circuito ituano.

A expectativa era de apenas “desenferrujar as braçadeiras” e começar o árduo trabalho de preparação para a 49ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart. Mas quem nasceu para rei, nunca pede a majestade…

Na tomada de tempo classificatórios Ramalho cravou a terceira melhor marca da pratica, garantindo a P3 do grid a apenas 0s081 do tempo de volta estabelecido por Vinicius Corbo, que ficou com a pole position. O kart “azeitado” por Renato “Pressão” Chicarelli estava perfeito e pronto para dar condições de vitória na primeira das duas baterias que integram cada rodada da Copa São Paulo Light de Kart.

Bólidos alinhados e foi autorizada a largada da primeira bateria da etapa. Danillo largou bem e assumiu de pronto a segunda colocação. Na freada da Curva dos 90, Ramalho vislumbrou um pequeno espaço, colocou as faca nos dentes e lançou seu #81 por dentro, para assumir a ponta da corrida.

Vinicius Corbo não se deu por vencido e passou a acossar Ramalho, buscando retomar a liderança da corrida. Na quinta volta Corbo conseguiu superar Ramalho, que na passagem seguinte tentou dar o troco. Corbo recruscedeu e os karts se tocaram, com Danillo levando a pior e caindo para a quarta posição, atrás de Leonardo Nienkotter e Renato Jader David. Todos pilotos de primeiríssima linha e donos de extensa lista de importantes vitórias no esporte.

Mais uma volta, a sétima da corrida, e “Jade” era o novo líder, com Danillo Ramalho fazendo grande recuperação e já na P2 novamente. Esperto, Ramalho tratou de comboiar Jade no restante da prova, para dar sua cartada final na última volta da corrida. Uma estratégia corretíssima que redundou na conquista da vitória na prova que marcou o retorno do piloto Danillo Ramalho ao kartismo. Jader ficou com a P2, seguido por Raphael Martin, Carlos Pereira e Vinicius Escarlate, que fechou o top five da Senior A.

Duas horas depois os micromonopostos foram novamente para a pista, fazendo o alinhamento para a corrida final da etapa. Os concorrentes demonstravam nervosismo e buscavam antecipar a autorização de largada que, por óbvio não acontecia. Foram quatro longas e lentas voltas de aquecimento e alinhamento antes de acender a green light. Pole na segunda bateria, Danillo manteve a ponta, seguido de perto por Nienkotter. Na segunda volta Nienkotter atacou, buscando tomar a dianteira da prova. Conseguiu superar Ramalho, que manteve a P2, seguido por Marcelo Meneghel.

Na nona volta da corrida Marcelo Meneghel resolveu atacar Ramalho e levar a segunda colocação, mas o espaço era insuficiente e Meneghel acabou acertando em cheio o kart de Danillo, que caiu para terceiro, atrás de Dudu Dieter, que vinha em grande prova de progressão. Dieter superou Nienkotter, restando três voltas para o final da corrida, assumindo a liderança.

Danillo Ramalho vinha em forte ritmo e pronto para reaver a ponta da corrida. Na penúltima volta superou Nienkotter e foi para o ataque, mas, repentinamente, o kart falhou, acusando falta de combustível. Por ainda estar com quatro quilos acima do peso o combustível no tanque foi calculado milimetricamente para a corrida, mas a falta de alinhamento correto consumira mais combustível que o previsto e a opção única era tirar o pé e completar a prova, ou continuar acelerando e abandonar por pane seca…

Danillo Ramalho tirou o pé do acelerador e conseguiu cruzar – falhando – a linha de chegada, na segunda colocação. Vinicius Corbo foi o terceiro, seguido por Leonardo Nienkotter e Antonio Ventre, que completou o bloco dos cinco primeiros.

Na soma dos pontos obtidos, Danillo Ramalho (D2 Motorsport/Planet Kart) ficou com a vitória da etapa que marcou seu retorno às corridas de kart e engrossa, desde já, a lista dos favoritos do Brasileiro de Kart.

“Ainda estou acima do peso e viemos para essa etapa do Light apenas para treinar e começar o trabalho para o Brasileiro. Mas acho que não estou tão enferrujado quanto pensava e deu para me divertir muito”, explicou o também team owner da equipe D2 Motorsport. “Pena que o combustível acabou no finalzinho e me obrigou a tirar o pé, senão teríamos vencido as duas corridas. Mas me aguardem no Brasileiro…”, concluiu com um sorriso maroto o piloto paulista.

Comments are closed.