Quick News

MG Tires Banner

Copa Noturna da Amizade de Kart: Todos contra Cláudio Guastamacchia


| 9 anos atrás | Por:

Piloto teve sábado (24/03) conturbado no Kartódromo Internacional de Aldeia da Serra (Barueri/SP), ao levar várias batidas. Ainda assim, Claudinho teve força de vontade e superação para subir ao pódio da categoria Shifter.

No último sábado (24/03), a Copa Noturna da Amizade de Kart se encontrou no Kartódromo de Aldeia da Serra (Barueri/SP) para a sua segunda etapa da temporada 2012, quem tem como destaque das categorias Shifter e Sprinter o jovem Cláudio Guastamacchia (Ipiranga/Volkswagen/Consórcio Embracon). Sofrendo várias batidas, o fim de semana do piloto tinha tudo para acabar mais cedo, mas, perseverante, Cláudio ainda terminou com um pódio na classe dos karts com marchas.

“Levei várias batidas! Tinha um ‘cara’ que, mais lento, ficava me fechando todas as vezes, fazendo zigue-zague na minha frente. Por muito pouco, ele não me joga para fora da pista por mais de uma oportunidade!”, reclamou um irritado Cláudio Guastamacchia, logo após terminar a prova da Shifter.

Com todos os problemas, o rapaz manteve o foco e foi capaz de cruzar a linha de chegada no quinto lugar, na sua estreia com o patrocínio da Ipiranga. “Tomei uma batida na traseira que deslocou o para-choque e aí a peça ficou raspando no pneu traseiro direito”, lamentou o fato de não poder brigar diretamente pela vitória.

Já na bateria da categoria 2 Tempos Sprinter, Claudinho mal teve a oportunidade de acelerar o kart #28. Largando do quinto posto, Guastamacchia vinha junto dos líderes, brigando pela vitória, mas, ainda na segunda volta, levou uma fechada abrupta de Matheus Iorio, que o jogou para fora do circuito e para as últimas posições.

“O Matheus me colocou em risco de vida! Eu poderia ter tido uma batida muito forte ali na curva 1! Não é a primeira vez que ele apronta uma confusão e não é a primeira vez que ele se enrosca comigo em uma corrida”, bradou o piloto apoiado por Ipiranga/Volkswagen/Consórcio Embracon.

Na mesma passagem, o adolescente encontrou um kart rodado à sua frente no miolo do traçado. Sem espaço para desviar, o garoto freou o máximo que pode, mas acertou o obstáculo, quase virando seu kart de ponta-cabeça. “No acidente que me tirou da corrida, bati forte em um kart que estava parado à minha frente e depois levei uma pancada de quem vinha atrás, o que acabou quebrando meu eixo traseiro”, completou.

Ao final das contas, o troféu do quinto lugar na Shifter ainda foi visto com bons olhos, a despeito de todas as frustrações do dia. “Com todas as confusões e batidas, é muito importante sair daqui com um pódio, porque mostra que, apesar de tudo, mantive meu foco, minha determinação e minha força de vontade para superar os problemas que apareceram”, encerrou o jovem.


Comments are closed.