Quick News

BOTTO AutoGear Banner

Acidentes tiraram Luiz Felipe Branquinho da luta pelo título Brasileiro


| 9 anos atrás | Por:
Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick


No último sábado, dia 14, foi encerrada no Beto Carrero World, em Penha – SC, a primeira fase do Campeonato Brasileiro de Kart. A competição, que contou com a participação de 203 pilotos das cinco regiões do país, é a mais importante da modalidade na temporada e, estar entre os primeiros, significa evidência durante toda a temporada.

O piloto goiano Luiz Felipe Branquinho (Medcomerce), da classe Júnior Menor, foi um dos competidores que se destacaram ao longo da competição. Apesar da pouca idade o piloto é uma das revelações de Goiás e, com várias conquistas em seu currículo, chegou à esta prova como um dos prováveis candidatos à disputa pelo título.

Com o apoio técnico da equipe SR Racing e motores preparados pela Passoca Competições, do interior paulista, Branquinho esteve em evidência durante toda a competição. Desde os treinos livres, quando esteve durante todo o tempo entre os dez mais velozes da pista, o piloto não tomou conhecimento dos mais de 30 concorrentes em sua classe e, com o tempo de 1m05s157, garantiu a terceira posição para as duas corridas classificatórias.

Na primeira prova classificatória o piloto vinha no primeiro pelotão mantendo sua estratégia de permanecer entre os líderes. Com sete voltas completas, porém, acabou recebendo um toque que furou o pneu de seu kart, forçando-o a abandonar a prova. Na segunda classificatória, desta vez sem imprevistos, o piloto conseguiu concluir a corrida na quinta colocação. Somando-se os dois resultados ele conseguiu a 15ª posição de largada para a Pré-final.

Foto: Flávio Quick

Foto: Flávio Quick

Infelizmente nas duas últimas e decisivas corridas do Brasileiro a sorte parece ter abandonado Luiz Felipe. Mesmo com um equipamento bastante veloz o piloto acabou sendo tocado e envolvido em acidentes que, por sua vez, impediram completamente o Goiano de buscar as primeiras posições. Deste modo, na corrida final, sua participação no Brasileiro foi interrompida após um desses incidentes quando seu kart perdeu a parte dianteira “bico” e, como faltavam sete voltas para  final da corrida, foi obrigado pelos comissários a abandonar a disputa.

“É muito ruim quando a gente sabe que o kart está bom não terminar bem a corrida. Este Brasileiro era muito importante para mim. Trabalhamos muito no primeiro semestre, meu kart era bem rápido tanto que, na tomada de tempos, consegui fazer o terceiro tempo. Infelizmente nas corridas deu tudo errado, mas, vou continuar me preparando e, em outubro, na Copa Brasil, mais uma vez irei em busca de um título nacional”, comentou resignado o piloto de 12 anos.

Foto: Flávio Quick – Divulgação

Comments are closed.