Quick News


| 9 anos atrás | Por:

Irmãos viveram final de semana diferente em suas carreiras

Pela primeira vez desde que começaram a competir de kart, os irmãos Arthur e Matheus Leist (TMA Competições) disputaram corridas separados um do outro. Acostumados a dividir o mesmo box a cada final de semana, desta vez Arthur Leist disputou a 5ª etapa da Copa São Paulo Light, em Barueri (SP), enquanto seu irmão Matheus competia na Itália pelo WSK Euro Series.

E, apesar de terem obtidos resultados distintos dentro da pista, ambos somaram grande experiência a seus currículos, principalmente Matheus, que enfrentou condições de competição inéditas.

Quem primeiro encerrou seu compromisso do final de semana foi Arthur Leist, que competiu no sábado no Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri (SP). E, ao fim da disputa de quatro baterias – duas pela Cadete e duas pela Super Cadete – Leist subiu no pódio em ambas, em terceiro pela Cadete e em segundo pela Super Cadete.

O resultado, inclusive, permitiu a Arthur assumir a vice-liderança do campeonato.
“O Arthur esteve bem, teve bom desempenho nas duas categorias e, por isso, está confirmado que ele disputará o Campeonato Brasileiro na Cadete e na Super Cadete”, disse Tobias Leist, pai de Arthur e Matheus. O Brasileiro será disputado, em sua primeira fase, de 10 a 14 de julho, em Penha (SC).

MATHEUS LEIST NA ITÁLIA – Pela segunda vez em sua carreira Matheus Leist competiu no kartismo europeu, desta vez em Muro Leccese, na Itália, em provas válidas pela terceira rodada do WSK Euro Series e disputadas durante todo o final de semana.

E, muito mais do que em sua estreia, Leist trouxe uma bagagem realmente grande de aprendizado. “A pista estava realmente emborrachada, até mesmo para os italianos, acostumados com aquela pista. Em alguns lugares tinha dois dedos de borracha”, conta Matheus Leist, que competiu na categoria KF3, composta por cerca de 80 pilotos de várias partes do mundo. “A pista mudava a toda hora, porque tínhamos uma temperatura de cerca de 56° no asfalto. Então a ‘tocada’ mudava a cada volta”, lembra.

Matheus mais uma vez teve bom desempenho, mas não chegou à Final em razão de um problema elétrico no motor de seu kart. “No aquecimento para a Pré-Final tive o problema e o pessoal da equipe trocou a parte elétrica. Pensamos que estava solucionado, mas o problema veio novamente na Pré-Final”, lamenta Matheus Leist (TMA Competições).

Nas primeiras voltas da Pré-Final Matheus Leist estava conseguindo atingir o objetivo de ficar entre os 17 pilotos que iriam à Final, mas logo a perda de rendimento o fez abandonar. “Era uma classificação quase certa à Final, foi uma pena, mas aprendi muito. Eu certamente poderia ter obtido um bom resultado se eu tivesse ido à Final, mas estou contente com o que eu aprendi nesta semana”, finaliza.

Comments are closed.