Entrevistas

URacer Banner

CBA disponibilizará franquias da Escola Brasileira de Kart


| 77 dias atrás | Por:


Objetivo da entidade é de aumentar a exposição da modalidade de entrada do automobilismo

Nesta segunda-feira (03) a Confederação Brasileira de Automobilismo anunciou uma importante mudança e que poderá impactar no médio prazo, de forma muito positiva, o kartismo nacional.

Criada no fim de 2016 a Escola Brasileira de Kart é um Projeto que foi implantado seguindo os padrões da Federação Francesa de Automobilismo e colocada em prática no Brasil com um investimento misto da CBA e da FIA.  Inicialmente foram inauguradas as unidades de Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais. Neste ano já entraram em funcionamento as unidades do Maranhão, Bahia e, nos próximos meses, Mato Grosso receberá a sexta unidade da EBK.

De forma a dar sequência a esta iniciativa tão importante para a difusão do kartismo a Comissão Nacional de Kart, após reunião com a diretoria da CBA, achou por bem abrir a possibilidade da implantação de franquias da EBK.

Neste inédito modelo de negócio no automobilismo brasileiro os kartódromos interessados em ter a sua unidade da EBK deverão protocolar junto à sua federação estadual um pedido de unidade comprometendo-se a disponibilizar no mínimo cinco karts cadete, sala de aulas montada para as atividades teóricas, professores, monitores e os equipamentos pessoais para a segurança dos competidores. A CBA, por sua vez, irá disponibilizar todo o material didático, layout padronizado das unidades, diplomas, cédulas desportivas para os formandos e, sobretudo, treinamento dos profissionais para que a metodologia nacional seja mantida em todas as unidades próprias ou franqueadas.

Os franqueados, por sua vez, terão acesso aos fornecedores oficiais da EBK onde poderão adquirir todos uniformes para os profissionais, uniformes para os alunos, bem como, o material promocional de cada unidade.

“Estudamos bastante nos últimos meses uma forma de atendermos a demanda de todas as unidades da EBK que estávamos recebendo. Por melhor que o Projeto seja e, até mesmo a sua aprovação na Lei Federal de Incentivo ao Esporte, não significou efetivamente que tivéssemos captado a verba para as novas implantações. Dentro de nossa previsão orçamentária a CBA não tinha como investir sozinha, neste momento, numa terceira fase de implantação. Sendo assim, ouvimos alguns especialistas e optamos por elaborar este novo formato que, acima de tudo, irá possibilitar que qualquer kartódromo tenha a sua unidade da EBK. Quero ressaltar que, independente disso, a CBA segue com o seu plano de expansão própria da EBK e esperamos, muito em breve, colocar em prática nosso desejo de pelo menos 10 unidades próprias até o fim de 2020”, comentou Waldner Bernardo -  Dadai, presidente da CBA.

Assessoria de Comunicação da CBA – KART
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick

Comments are closed.